terça-feira, 3 de novembro de 2009

Animação - PowerPoint e Movie Maker (2º Ano)

Usando o PowerPoint e o MovieMaker

Para transformar imagens estáticas em animação, há os programas PowerPoint e MovieMaker (ambos na Microsoft), entre outros. Não são programas difíceis de ser aprendidos. De modo geral e sintético, pode-se dizer que:

No PowerPoint, inicia-se com um layout em branco, inserindo cada imagem digitalizada (desenho ou fotografia) em um slide. A velocidade de transição entre os slides é que dará a impressão de movimento. Recursos como som e outros efeitos dependem da exploração das ferramentas, do aprendizado e tempo possível para a produção.

No MovieMaker, é preciso iniciar importando as digitalizadas (desenhos ou fotografias) e depois arrastá-las para a caixa do storyboard, formando a sequência. Pode-se importar também o áudio, como música ou narrações. Depois, é preciso ir a “Linha do Tempo” para ajustar a velocidade de cada quadro. Em seguida, pode-se “Editar” o filme, com efeitos de vídeo e transições, além de títulos e créditos. Depois d animação testada e aprovada, é preciso salvar como filme


video
Ao transformar a apresentação em vídeo, ela fica com os movimentos um pouco mais lentos que no original do PowerPoint. Foi feito a partir de clip arts do próprio programa, a cada slide devemos mover minimamente cada figura em relação a anterior e com o intervalo zero de transição, transmite a sensação de movimento.

Alguns exemplos de animações até bem simples podem ser encontradas no YouTube:
http://www.youtube.com/watch?v=H514ttQ6r2A (Animação bem simples com a música Equalize da Pitty.
http://www.youtube.com/watch?v=ikubi4-W1Dw (Apenas um ponto)
http://www.youtube.com/watch?v=bLhPWwkYcqo (Stickman Guitarrista do Blink-182
http://www.youtube.com/watch?v=OXjw99c28mk
Outros mais podem ser encontrados